dia 30 de maio 2016

- Olá! Tudo bem?
- Mais ou menos e tu?
- Que se passa?
- Nada! 
Quantas vezes temos conversas como esta? Quantas vezes temos vontade de falar tudo que nos tortura? E quantas vezes não o fazemos? Muitas vezes só não queremos chatear a outra pessoa com os nossos problemas e muitas vezes passa-se tudo e mais alguma coisa mas temos dificuldade em admitir! Dificuldade em admitir que não estamos bem e que nos sentimos um autentico lixo! Dificuldade em admitir que nos deixaram totalmente quebrados e já não temos forças para nos colar a nós mesmos! Dificuldade em admitir que a nossa única vontade era simplesmente desaparecer... desaparecer para nossos problemas acabarem!

por Afrodite Poseidon

dia 27 de maio 2016



Gostavas...
mas da maneira que tu gostavas qualquer um gosta! Gostavas mas era da boca para fora! Gostavas mas era sem sentimento! De verdade tu nunca gostaste, nem de ti próprio gostas como então podes gostar de outro alguém?! O teu gostar não passou de simples tesão... de um pau duro entre as pernas e uma vontade imensa de aliviar essa tua vontade! O teu gostar nunca foi gostar... o teu gostar foi dó sexo!

por Afrodite Poseidon

dia 26 de maio 2016

Estou cansada... tão cansada de toda esta dor! Cansada desta magoa que em mim sinto, cansada das lágrimas que me caiem pelo rosto sem eu as querer chorar. Estou cansada desta hipocrisia onde as pessoas fingem sentimentos só para proveito próprio. No fundo estou cansada de tudo... até de viver! Acordar todas as manhãs é um suplício... os dias passam, os meses se arrastam mas esta dor não passa. Não me sais do pensamento quando o que eu mais quero é te esquecer. Mas tenho que viver com toda esta dor que tu me causaste e dela não me posso livrar, é como se uma memoria constante de que não posso confiar em ninguém, pois as pessoas mentem e fingem sentimentos só para alimentar o seu ego e terem mais um troféu na sua prateleira e mais uma aventura para a seus amigos contarem.

por Afrodite Poseidon

dia 17 de maio 2016




Porque só quando perdemos é que damos valor e eu só quando te perdi entendi a falta que tu fazes na minha vida. Só quando te perdi entendi o quão importante és para mim! Mas agora já nada disso importa... perdi-te e não te voltarei a ter, e me culpo por isso! Não existem mais bons dias nem gosto de ti, não existe nada... e até a convivência entre nós é insuportável e não passa de um comodismo, não aguento saber que nunca mais te voltarei a ter, e odeio-me por isso!

por Afrodite Poseidon

dia 14 de maio 2016

Odeio a falta que sinto de ti!
A estranheza de solidão que ficou comigo a viver... saíste da minha vida, mas um pouco de ti ainda vive dentro de mim, quando eu já em ti não vivo, pois apagaste todas as memorias de mim. Estou carente de ti, e só de ti! Carente do teu toque, carente dos teus beijos... não carente de sexo! Sinto-me carente de ti na minha vida! Carente da segurança que me davas! Carente de amar e acreditar que o amor existe!
Odeio esta carência parva de ti!

by Afrodite Poseidon

dia 30 de abril 2016

O amor anda fugido e o cupido também!
Provavelmente o cupido foi à procura do amor, ou o amor à procura do cupido, mas o certo é que o cupido ultimamente só tem feito asneiras e depois quem fica com as culpas é o amor, que pouca culpa tem! O cupido lança as suas setas a torto e a direito e forma casais improváveis e que não são compatíveis, mas que de alguma maneira se passam a amar, mas depois dá tudo errado e a única coisa que sobra é um desgosto de amor! Provavelmente é por isso que o cupido anda desaparecido, muita gente com ele ficou chateada e ele fugiu antes que todos se juntassem e o tentassem despromover do seu cargo... assim deixando o amor desnorteado!

por Afrodite Poseidon

dia 25 de abril 2016

O que é o amor?
Não sei e acho que nunca soube, amor a mim a única coisa que me trouxe foram amarguras e amor não devia ser assim! Amor não nos devia deixar quebrados por dentro... mas o nome disso não é amor e sim desilusão e só nos desiludimos porque por vezes nos entregamos demasiado, porque confiamos demasiado e porque gostamos demasiado. E eu estou cansada dessa treta que é o amor! Estou cansada de gostar de alguém e acabar sempre desiludida. Não quero voltar a amar, não quero voltar a gostar...  pois cada nova desilusão doí bem mais que a anterior e estou cansada de ser um saco de boxe que só leva porrada! Cansada das feridas que causo a mim própria, e estas feridas não se curam de um dia para o outro... demoram tempo, mais tempo do que desejamos! E as marcas ficam por muito que não queiramos...minhas marcas são tantas que já sou incapaz de as contar. E se pensarmos bem somos como um copo que quando partido podemos muito bem colar mas nunca ficará igual, e quantas mais vezes o partirmos pior ele fica... e vai chegar um dia que sermos incapazes de colar todos os pedaços. E nós somos iguais... chega um dia que vamos estar tão partidos que desistiremos de lutar e nos sentiremos tão derrotados que ficaremos caídos nos chão, nossos olhos a chorarem e não sabemos como parar essas lágrimas... só vamos desejar não existir!

por Afrodite Poseidon

dia 22 de abril 2016

Apetece-me gritar!
Gritar bem alto!
Gritar até a voz me falhar!
Gritar até meu corpo ficar sem força!
Apetece-me gritar!
Expulsar todos os demónios de dentro de mim! Demónios esses que voltaram com o teu regresso e isso comigo em doida está a dar! Gostava de não sentir...ultimamente isso tem sido muito penoso!
Estou cansada da tua presença pairando sobre mim!
Estou cansada de ainda te amar!
Estou cansada de ti! Cansada de todas as oportunidades que a ti pedi mas em vão!
Cansada dos teus não!
Cansada! Cansada de tudo e de todos!
Cansada de ser uma marioneta!

por Afrodite Poseidon

dia 17 de abril 2016

Deixei de acreditar no amor e em paixão. Amor não é um sentimento para fracos e nem toda as pessoas sabem amar verdadeiramente. O que por ai mais existe são pessoas a não saber amar e a tornar o amor uma autentica fraude, quando amor devia ser um sentimento puro e sem malícia. Existem mais desilusões de amor do que propriamente historias de amor que mereçam ser contadas, se formos a ver "Romeu e Julieta" não é uma historia de amor é sim uma historia em que o amor os levou à ruína. Porque amar, realmente, nos pode levar à ruína e a única coisa que desejamos é nos evaporarmos deste mundo. É respirarmos uma última vez e adormecermos profundamente num sono que nunca mais vamos acordar. Mas isso não acontece e não é o melhor sentimento acordar e descobrir que afinal ainda estamos vivos quando a única coisa que queríamos era estar mortos. Mortos de vida! Mortos de sentimentos! Mortos de uma vida que já não é a que desejamos viver! Mortos de sentimentos que não queremos reviver!

por Afrodite Poseidon

dia 11 de abril 2016





Adeus! Por detrás de um adeus podem estar mil interpretações, pode ser um despedida definitiva ou uma despedida temporária. Mas adeus normalmente é sempre usado para despedidas definitivas ou que quando não vamos ver alguém por muito tempo. Adeus tem mais impacto que um até já ou até um dia destes! Adeus por vezes é definitivo! Adeus!

por Afrodite Poseidon

Follow by Email