dia 20 de julho 2017

Quando por dentro nos sentimos destruídos e que nosso mundo desabou sentimos que a única solução é a morte. Achamos que a morte é a solução para acabar com esta dor sufocante que por dentro sentimos, e as tantas seja, mas também é a maneira cobarde de lidar com os problemas, com os sentimentos... com o sofrimento que sentimos. E quando pensamos em morte, por todo o nosso interior estar em sofrimento, não pensamos em realmente morrer o que realmente queremos é deixar de sentir, é deixarmos de nos sentirmos destruídos é que deixe de doer. Nunca estaremos preparados para uma desilusão, para uma decepção.Esses sentimentos embora nos possam fazer "crescer" também matam um pouco do nosso ser, tornam-nos pessoas mais frias, desconfiadas do mundo e das pessoas que nele vivem. Depois de uma desilusão é difícil voltarmos a confiar em alguém, e difícil voltarmos a abrir as portas do nosso coração pois o receio de nos magoarmos é maior do que qualquer outro sentimento. E eu sou um coração mole, quando só queria ser um coração de pedra, confio e depois quando menos espero vem a dor, a dor que eu não queria sentir. Estou cansada desta dor que me aos poucos vai matando um pouco do meu ser. Tantas vezes abri o meu coração para no fim acabar com ele em pedaços e já não há cola que o deixe inteiro de tantas vezes que ele foi partido. E quando o nosso coração está desfeito o que nos resta? Acho que nada pois sem coração somos só uma alma que vagueia...
Não se esqueçam de ver o video.

por Afrodite Poseidon

1 comentário:

  1. É imensamente doloroso e penoso, mas que esta jornada de "luto" sirva para firmar e alicerçar a tua Identidade. E quando assim for, nada nem ninguém te voltará a derrubar.
    Desejo-te a maior das felicidades!

    ResponderEliminar

Follow by Email